Domingo, 5 de Outubro de 2008
Enquanto quis Fortuna que tivesse - Camões

 

CAMÕES

 

Enquanto quis Fortuna que tivesse
Esperança de algum contentamento,
O gosto de um suave pensamento
Me fez que seus efeitos escrevesse.

Porém, temendo Amor que aviso desse
Minha escritura a algum juízo isento,
Escureceu-me o engenho co'o tormento,
Para que seus enganos não disesse

Ó vós que Amor obriga a ser sujeitos
A diversas vontades! Quando lerdes
Num breve livro casos tão diversos,

Verdades puras são e não defeitos;
E sabei que, segundo o amor tiverdes,
Tereis o entendimento de meus versos.



publicado por oriona às 21:32
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De jpcfilho a 6 de Outubro de 2008 às 09:54
Olá Oriona, verdades puras, são e não defeitos, e segundo o amor que tiverdes tens o entendimento de meus versos.
Tá bonito demais menina.
Parabéns.
beijos
João Costa Filho


De Trovador a 7 de Outubro de 2008 às 03:41
Nossa, esse é um poema muito dificil de entender...

Camões, né?

:P

Ainda estou mastigando ele, quem sabe amanhã eu não digira... Mas eis um poema que vou ruminar por um tempo até compreender bem o que ele quer dizer OO

Mas é um ótimo poema!
rsrs

Beijoo
Au revoir o//

ps. passe, no meu blgo depois :P


De M.Luísa Adães a 9 de Outubro de 2008 às 09:25
Oriona

Dos poetas portugueses, afirma joão de Deus,

"ele é a montanha", já que os mais são colinas".

E isto tudo diz e ele também foi, "um poeta do Amor".

Me parece a mim e aos cronistas que o verdadeiro amor foi a Infanta D. Maria, por quem, diz-se, padeceu longo desterro.
Mas amou também a Pátria onde nasceu.
Recolheu esse amor experimentado no poema Os Lusíadas (dos maiores da Literatura universal).

Por isso e por tudo te agradeço a Homenagem ao Poeta que disse: "Morro com a Pátria" - quando soube da desgraça de Alcácer Quibir.

Com ternura,

Maria Luísa


De M.Luísa Adães a 10 de Outubro de 2008 às 09:36
Oriona

Aqui estou de novo ,com Camões e contigo.

Não tenho hipóteses de comentar o Trovador; clico em comentários e não aparece nada e depois aparece
uma incoerrência a dizer que a página não abre.
Tenho feito várias tentativas, mas não chego aos comentários. Sabes alguma coisa?

Beijos,

Maria luísa


Comentar post

.mais sobre mim

SPECTRUM

.Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Aprender (reaprender)

. Coração Noturno

. Feliz Ano Novo

. Deturpar

. ...

. Mestre - 27 de Outubro de...

. Espelho de tua alma

. The stories of Meden and ...

. Deus é Pai [poema] - Padr...

. Sonho

.arquivos

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Maio 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds