Domingo, 31 de Agosto de 2008
A Medida da Paixão - Lenine

 

 

É como se a gente
Não soubesse
Prá que lado foi a vida
Por que tanta solidão?
E não é a dor
Que me entristece
É não ter uma saída
Nem medida na paixão...

Foi!
O amor se foi perdido
Foi tão distraído
Que nem me avisou
Foi!
O amor se foi calado
Tão desesperado
Que me machucou...

É como se a gente
Pressentisse
Tudo que o amor não disse
Diz agora essa aflição
E ficou o cheiro pelo ar
Ficou o medo de ficar
Vazio demais meu coração...

Foi!
O amor se foi perdido
Foi tão distraído
Que nem me avisou
Nem me avisou!
Foi!
O amor se foi calado
Tão desesperado
Que me maltratou...

  



publicado por oriona às 02:13
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De M.Luísa Adães a 4 de Setembro de 2008 às 19:14
Oriona
Tenho tido coisas que preocupam e não tenho dito nada! Perdi as palavras no fundo do poço!Arranjei um balde, uma corda, roldana e atirei ao fundo ... não veio nada... atiro-me ao poço e trago as palavras? Uma a uma contam ,não sei que sina .

Já sei como fazer ... procuro as tuas palavras e falo por ti!Posso?

"porquê tanta solidão?"

Se lá fora todos cantam
uma canção de ilusão...

Todos sofremos desenganos...
amarguras inesperadas
vêm ao nosso encontro
e nos prendem num abraço
sem geito e sem graça.

E que fazemos?
Pedimos a perfeição?
Criaturas imperfeitas ...

O amor vai
Não se despede
Não diz nada!

Sabes porquê? Não sabes?

Porque deixou de ser Amor!
Verdade!....
Era um amor de fachada
e isso, não é amor.

Se te maltratou
e se foi calado
e desesperado

Desesperado? Porquê o desespero?

Se deixou de ser amor,
tem de ter coragem!
Nunca desespero...

Ou desespero por falta de coragem?

E então voltou as costas e partiu
não disse nada,

Foi mais fácil para ele!
Muito mais fácil...

Muito bom o que escreveste! Obrigada pelas palavras
emprestadas!

Beijos,



De oriona a 6 de Setembro de 2008 às 03:47
Boa noite Maria Luisa!
Amei o que falastes por mim...com tuas palavras.

O poema não fui eu quem escrevi, é do cantor Lenine, mas ele falou na profundeza de suas palavras o que sente agora meu coração. Como disse Jpcfilho certa vez em um poema: "sinto que os poetas me adiantaram", Lenine me adiantou. Curioso, citei isso há pouco no poema A culpa de nosso amigo Jpcfilho, e assim como você fez aqui, eu lá também peguei emprestadas as palavras dele.

Um forte abraço para ti e um ótimo fim de semana!
Obrigada pela visita, pelo que escreveu e pela amizade!


Comentar post

.mais sobre mim

SPECTRUM

.Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Aprender (reaprender)

. Coração Noturno

. Feliz Ano Novo

. Deturpar

. ...

. Mestre - 27 de Outubro de...

. Espelho de tua alma

. The stories of Meden and ...

. Deus é Pai [poema] - Padr...

. Sonho

.arquivos

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Maio 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds