Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008
...

 

O jardineiro sempre me via passar e se espantava quando todos os dias eu lhe pedia uma flor. Talvez ele tivesse curiosidade sobre minha pessoa, ou quem sabe querer saber o que eu faria com aquelas flores.
Todas as tardes eu passava em frente ao seu jardim:
- Quero a mais bela das flores do seu belo e encantado jardim.
E ele colhia talvez não a mais bela, porque se via em seu rosto, que em todo aquele jardim seus olhos admiravam cada uma que ali estavam, para ele não havia a mais bela, todas eram lindas. Ele me entregava a flor, eu o agradecia e antes que me perguntasse a quem eu iria presentear, eu corria, corria feliz pelo quarteirão e ia até o cemitério que ficava na cidade vizinha.
Ninguém a visitara, seu túmulo estava sempre como eu o deixara no dia anterior, incansavelmente sempre havia um dia anterior. As flores que eram o único pingo de vida que existia ali, pois nem eu próprio parecia mais ter vida, enfeitam e coloriam seu recanto. Eu a deixava bem próximo à sua foto e sempre que a olhava sentia que algo nos unira em um passado distante. Que passado seria esse? Poderia ser apenas ilusão de uma mente com loucos pensamentos. Mas eu me perdia nessa dúvida.
No início, minhas visitas eram acompanhadas a um pranto tão intenso, que seu túmulo era banhado por minhas lágrimas, mas nestes dias, venho te visitar com uma alegria imensa no coração. Parece até que estás sempre a me receber. Então toda noite a ti dedico um poema e o declamo com exaltada felicidade que me faço parecer criança cantando cantiga de roda.
Teria você feito parte de minha vida em algum momento? Ah...vãos pensamentos que correm sem direção... vou embora ao entardecer, quando o sol está se pondo num horizonte infinito ao olho humano, e não longe de ti, fico a contemplar as estrelas e pedir que te iluminem pela eternidade, e então todas as noites adormeço.

 

Data original_14.10.2007

 



publicado por oriona às 03:34
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Trovador a 8 de Setembro de 2008 às 18:49
Imagine, ma cheri, se eu pediria para tirar a imagem, principalmente se foi tão bem empregada! Então, o que digo é sempre que os solitários são destinados a fazer compania uns aos outros, portanto, minha casa, sau casa ^^
E descanse o quanto quiser

Também não posso falar pelo blog inteiro, mas por ora, está em alta, é um blog ótimo! ^^

Escreves muito bem ma cheri! Muito bem mesmo!
Lerei mais logo! ^^

Beijos!
Au revoir o/


Comentar post

.mais sobre mim

SPECTRUM

.Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Aprender (reaprender)

. Coração Noturno

. Feliz Ano Novo

. Deturpar

. ...

. Mestre - 27 de Outubro de...

. Espelho de tua alma

. The stories of Meden and ...

. Deus é Pai [poema] - Padr...

. Sonho

.arquivos

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Maio 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds