Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008
Poesia

 

O que é a poesia?
Se procurarmos no dicionário de língua portuguesa o significado da palavra poesia, encontraremos a seguinte definição: poesia é arte de escrever em verso.

Fora do dicionário, cada pessoa, poeta ou não, pode ter sua própria interpretação da palavra, porque a poesia pode ser uma flor no jardim, pode ser a vida verde que nasce num canto do asfalto da cidade grande que corre sem parar e que nessa correria cria poesia sem saber. Cria poesia com o suor que molha o corpo exausto pela construção de mais um arranha céu. A poesia pode estar nas mãos do pedinte, poeta das ruas, que faz do asfalto sua cama e das buzinas o seu despertador. A poesia passou pelas esquinas luxuosas dos cafés, mas antes esteve nas mãos de quem o cultivou. A poesia é a arte de olhar a vida com os olhos do coração. A poesia é não ter maldade, é ter apenas emoção, é cantar enquanto a cidade dorme, ou dormir enquanto a cidade se agita e canta descompassada, desenfreada.

 



publicado por oriona às 19:17
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Terça-feira, 4 de Novembro de 2008
Adornada em riqueza a avenida se estende ao longe.

 

Adornada em riqueza a avenida se estende ao longe.
Defronte aos arranha-céus, propagandas, correria.
O tempo é curto, os movimentos ensurdecem.
Nem um toque, nem um beijo
Eu só passo e nada vejo.
Meus sonhos parecem cinéreos.
Sentada, esperando o ônibus que não passa,
Eu ouço ao longe o som do címbalo que o vento traz.
Algum poeta canta ao longe, alheio ao mundo que se enterra às suas costas
Alheio ao derradeiro das riquezas vulgares.
 
Inspiração: Avenida Paulista e coleção de moedas
Casa das Rosas – Rascunhos Poéticos 02.11.2008

 



publicado por oriona às 12:43
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Domingo, 2 de Novembro de 2008
Mesmo sem decifrar palavras a alma sente

 

Tento decifrá-las, loucamente nesta busca por saber,
mas nem o dicionário pode me trazer significados
e fico a sonhar e pensar que se fizeram para mim,
que se desenharam sobre o papel apaixonadamente para mim.
Tantas palavras já foram ditas, tantas que meus olhos fascinados já leram, releram...sonharam.

 



publicado por oriona às 20:39
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

SPECTRUM

.Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Aprender (reaprender)

. Coração Noturno

. Feliz Ano Novo

. Deturpar

. ...

. Mestre - 27 de Outubro de...

. Espelho de tua alma

. The stories of Meden and ...

. Deus é Pai [poema] - Padr...

. Sonho

.arquivos

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Maio 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds