Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009
Notícia de jornal – A guerra das palavras

 

Sou como criança que na pura inocência sabe ler estrelas no céu, que sabe juntar rabiscos no papel e é capaz de amar sem limites.
            Sou tão pequeno diante deste mundo tão grande ao olhar e sentido humano, me oculto às vezes deste mundo e o mundo me descobre às vezes nesse oculto.
            Escrevo meu sentir, meu sonhar. Tão logo a noite pálida também inspira um jogo de palavras que transforma solidão em amor constante e num instante nasce de mim uma vida transformada em poesia.
            Não me guarde na obscuridade do preconceito humano, mostre para o mundo, não a mim, mas a essa essência pura e inocente de mim.

 



publicado por oriona às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Ao meu eterno amigo Nielsen

Hoje sei que não é tarde amigo,

Sei que seu coração e sua alma pura é eterna

Que esta matéria era apenas uma fase

Que seu espírito vive ainda

Mas dói, tudo isso dói.

Mas eu te amo e quero que estejas bem

Ao lado de Deus!

E sei que não me esqueces

Como eu não te esqueço

Dos nossos pensamentos

Dos nossos silêncios

Das nossas palavras

Fica com Deus amigo

Eu sei que estamos sempre juntos!

 

Você é muito especial!!!

 

By Oriona



publicado por oriona às 01:18
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
Amigo Niélsen

Querido Niélsen,

Apenas o sentir, amigo...por quê?? Por que você???

Agora és um anjo eterno!

Toda homenagem do mundo será pequena demais pra dizer o quanto você foi e é especial, quantas palavras não foram ditas Ni?? Quantas???

Amigo, quantas horas passamos a conversar no msn, você discorria sobre filosofia como ninguém, sua paixão, sua vida a filosofia, a música, as palvras. Tua alma tão pura.

Ni, vem e deixa eu te dizer o quanto te amo, o quanto você foi importante para mim...

Eu te disse isso, você sabe, sabe Ni.

Foi você quem me fez conhecer a música clássica, foi você que fez eu me apaixonar pela música clássica, foi você quem me fez ficar horas em frente ao computador baixando músicas que eu nem fazia idéia o quanto eram bonitas, sabe, eu gosto de uma em particular e esta será sempre nossa música, Nossa!

 

Não, eu não aceito que seja assim, toda dor que sinto neste momento não é possível transcrever para o papel, não sei dizer, não sei dizer...amigo...eu preciso de você, você lembra das nossas conversas amigo? Lembra amigo? ...

Nada irá apagar você de mim, eu preciso te ver amigo entregar o presente que guardei para você, entregar a homenagem que te fiz. Eu te amo Ni, mas será que agora é tarde demais?

O que é a vida amigo? Você agora é minha estrela.

 

 


Hungarian Rhapsody No. 2 - Franz LIszt - The Baby Einstein



publicado por oriona às 14:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009
Tema do Rascunhos Poéticos - Sábado 14.02.2009

Navio de emigrantes - Lasar Segall

 

Leva-me contigo
 
Se ousar levar contigo
O semblante de um amigo
Que este possa ser só meu
Se ousar olhar em volta
Entre os toques e os abraços
Sinta o calor do corpo meu
Se ousar frente ao espelho
A maquiagem e os anseios
Fique bela só pra mim
Se junto ao mar a despedida
O amor que nunca finda
Leve meu ser junto a você.

 

 

                                      

Rua das erradias - Lasar Segall

 

As cartas desafiam o futuro
Insanas ousadias e interesses
Vulgares, atrozes, insólitos
Condensam vontades
E desejos enigmáticos
Passos desconexos, errantes
Praças desconhecidas
Becos sem saída
Presa fácil do amor
No ermo de minhas angústias
Enclausuram sinfonias
E gritos de prazer.

 



publicado por oriona às 00:49
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 15 de Fevereiro de 2009
Eu te procuro!

 

Eu te procuro há tanto tempo
Em hemisférios, galáxias
Pelas estrelas eu caminho a sua procura
Eu te procuro para completar em mim
A verdadeira essência de uma vida
Para que juntos possamos unir
Amor e desejo
Corpo e alma
Toques, olhares
Eu te procuro há tanto tempo
Eu tenho em mim todos os sonhos
Todas as cores do arco-íris
Para colorir nossos dias
Eu te procuro
Eu te desenho sem saber
Mas por sonhar faço criar
A tua imagem que não sei
Se é em mim real ou imaginária
E mesmo assim ainda te procuro
Em mim

 



publicado por oriona às 23:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

SPECTRUM

.Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Aprender (reaprender)

. Coração Noturno

. Feliz Ano Novo

. Deturpar

. ...

. Mestre - 27 de Outubro de...

. Espelho de tua alma

. The stories of Meden and ...

. Deus é Pai [poema] - Padr...

. Sonho

.arquivos

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Maio 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds