Sexta-feira, 15 de Maio de 2009
Desejo...

 

Quero um pouco mais
Quero os seus olhos nos meus
Quero a essência do encanto
Quero o toque das mãos
Quero o suspirar profundo do desejo
Quero o sorriso meigo e carinhoso
Quero palavras sussurradas ao ouvido
Quero ouvir seus passos correndo ao meu encontro
Quero abraçar seu corpo
Sentir seu calor
E me unir a você
Como sempre quis.

 



publicado por oriona às 04:26
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Quinta-feira, 14 de Maio de 2009
...

 

Somos seres eternos numa trajetória infinita em direção às luzes!!!

 



publicado por oriona às 15:32
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 10 de Maio de 2009
Poema de Maiakovski

O QUE ACONTECEU

Mais do que é permitido,
mais do que é preciso,
como um delírio de poeta
sobrecarregando o sonho:
a pelota do coração tornou-se enorme,
enorme o amor,
enorme o ódio.
Sob o fardo,
as pernas vão vacilantes.
Tu o sabes,
sou bem fornido,
entretanto me arrasto,
apêndice do coração,
vergando as espáduas gigantes.
Encho-me dum leite de versos
e, sem poder transbordas,
encho-me mais e mais.

                                    Maiakovski



publicado por oriona às 22:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Terça-feira, 5 de Maio de 2009
Ontem

 

Ontem a tarde não choveu
Eu pude ver as flores do teu jardim
Tão coloridas como nunca
Eu pude sentir o toque suave do vento
Em meu rosto
O vento trazia teu perfume
Que eu já conheço em mim
Ontem a tarde eu pude ver o anoitecer
O sol a se pôr no horizonte
E senti saudades de você
Senti saudades daqueles dias
Em que tentamos ser felizes
Sem saber
Senti saudades das tardes de domingo
Que eu sentava em frente a janela
Só pra te ver
E você passava ao longe
E me via ali a esperar por você
Ontem
A noite chegou tão lentamente
E a lua que das nuvens do céu surgiam
Iluminava cada pensamento meu
E eu desejei que algumas coisas
Tivessem sido diferentes
Eu desejei amigo
Ter te conhecido um pouco mais
  
Dedicado àquele anjo que conheci um dia
Amigo Niélsen Saint

 



publicado por oriona às 04:03
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 3 de Maio de 2009
Teatro dos Vampiros - Legião Urbana

 

Teatro dos Vampiros - Legiaõ Urbana

Letra de Renato Russo

 

Sempre precisei
De um pouco de atenção
Acho que não sei quem sou
Só sei do que não gosto...

E nesses dias tão estranhos
Fica a poeira
Se escondendo pelos cantos
Esse é o nosso mundo
O que é demais
Nunca é o bastante
E a primeira vez
É sempre a última chance
Ninguém vê onde chegamos
Os assassinos estão livres
Nós não estamos...

Vamos sair!
Mas não temos mais dinheiro
Os meus amigos todos
Estão procurando emprego...

Voltamos a viver
Como há dez anos atrás
E a cada hora que passa
Envelhecemos dez semanas...

Vamos lá, tudo bem!
Eu só quero me divertir
Esquecer dessa noite
Ter um lugar legal prá ir...

Já entregamos o alvo
E a artilharia
Comparamos nossas vidas
E esperamos que um dia
Nossas vidas
Possam se encontrar...

Quando me vi
Tendo de viver
Comigo apenas
E com o mundo
Você me veio
Como um sonho bom
E me assustei
Não sou perfeito...

Eu não esqueço
A riqueza que nós temos
Ninguém consegue perceber
E de pensar nisso tudo
Eu, homem feito
Tive medo
E não consegui dormir...

Vamos sair!
Mas estamos sem dinheiro
Os meus amigos todos
Estão, procurando emprego...

Voltamos a viver
Como a dez anos atrás
E a cada hora que passa
Envelhecemos dez semanas...

Vamos lá, tudo bem
Eu só quero me divertir
Esquecer dessa noite
Ter um lugar legal prá ir...

Já entregamos o alvo
E a artilharia
Comparamos nossas vidas
E mesmo assim
Não tenho pena de ninguém...



publicado por oriona às 16:14
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 1 de Maio de 2009
De mim, o que dizer?

 

Há dias tento escrever...
Algo que fale sobre mim
Mas de mim,
O que posso dizer?
Posso dizer das flores,
Das estrelas,
Da lua cheia,
Da chuva...
Posso dizer mais uma vez dos sonhos,
Da fantasia
Mas de mim, o que dizer
Se as palavras me faltam?
Mas não me falta
O doce sonho desse desejo
O eterno mistério desses corpos
Que não se tocam mas que sentem um ao outro
Não me faltam cores para colorir
Nem sonhos para desenhar
E te coloco entre as cores do meu pincel
Que corre e te sente.
E te desenha em mim.
Como um sonho
Eternamente!
 
By Oriona

 



publicado por oriona às 18:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

SPECTRUM

.Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Aprender (reaprender)

. Coração Noturno

. Feliz Ano Novo

. Deturpar

. ...

. Mestre - 27 de Outubro de...

. Espelho de tua alma

. The stories of Meden and ...

. Deus é Pai [poema] - Padr...

. Sonho

.arquivos

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Maio 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds